"Para que haja uma democracia, tem-se que ter uma oposição" FULANO DE TAL

Ouvi essa frase em algum lugar e pensei: Sei que é impossivel agradar a todos, mas seria perfeito se não existisse motivos para se opore sim um governo perfeito onde todos fizessem parte da decisão.

Muitas vezes, certas oposições, gostam de simplesmente serem... opostas a situação sem motivo nenhum; muitas vezes sabem que a situação está fazendo um bom trabalho, mas torce para que ela faça merda, pois não pensam na sua sociedade (ou estado, cidade, pais, bairro, o que queiras) e que por isso, criticam o trabalho bom, fazendo com que ele não evolua.

Isso acontece por que a politica virou um negócio (como ja disse anteriormente): eles não ligam pra sociedade e se ela ta melhorando ou piorando, eles só ligam para o dinheiro. Tanto que, hoje, a divisão em partidos quebrou o principil da democracia de que todos poderiam ser candidatos, mas, como a politica é um negócio, o candidato escolhido tem que sempre seguir os interesses dos donos do partido e não ser qualquer 1, como deveria ser.

Democracia seria se os candidatos cumprissem todas as promessas feitas e não fosse corrupto.
Uma solução seria se o político ganhasse salário mínimo, daí, eles teriam que receber feito o povo e trabalhariam só se tivessem interesses apenas de melhorar a situação publica.

CONCORDAM OU DISCORDAM?

2 comentários:

  1. Helton says:
    Este comentário foi removido pelo autor.
  1. Helton says:

    Em minha opinião a oposição é importante no seguinte aspecto: discussão das idéias postas pelas pessoas que estão na "situação".

    É claro que numa sociedade na qual não existissem discórdias e desavenças a paz reinaria, e a chance de êxito em suas ações seria muito boa.

    No entanto, sabemos, ainda no estágio atual da sociedade, que as ações políticas são tomadas por pessoas falíveis. E por ter esse estado de falibilidade cometem erros, agem de forma equivocada no trato com a verba pública. A oposição entra como forma de inserir idéias novas à discussão atual para que não possa eternizar argumentos e ações muitas vezes contrárias ao bom raciocínio.

    Situação e oposição sempre existiram e vão existir porque é inerente a qualquer ser humano discordar do outro. Não somente na política mas em todas as áreas de atuação.

    A diferença está na intenção com que é feita essa discussão. Alguns querem lograr êxitos pessoais. Outros, ainda que minoria, pensam no bem estar da população.

    Portanto, o caminho correto não é alterar o modo de disputa, ou tentar desqualificar a atuação oposicionista; mas sim incluir no debate a ascensão do homem como ser moral, capaz de distinguir o bem do mal, o certo do errado. Quando a humanidade se der conta de que melhoramos o mundo no momento em que nos melhoramos como pessoa, já passaremos a iniciar o processo de revolução da sociedade.

Postar um comentário

Seguidores

Sample Widget